home do ZAP Carros | Carros Usados, Novos e Seminovos

Carros coloridos começam a ganhar espaço

Categorias: ANTES DE COMPRAR, Pintura, TODAS AS NOTÍCIAS

coloridos

O consumidor brasileiro, tido como absolutamente conservador na escolha da cor do automóvel, começa aos poucos a buscar tonalidades mais alegres no mar de carros prata, preto e cinza que invade as ruas do País. Modelos vermelho, laranja, amarelo e verde despontam na frota e até os brancos, estigmatizados como táxis em algumas metrópoles, ganham adeptos.

A mudança é lenta e não chega a ameaçar o reinado do trio tradicional neutro que cobre cerca de 70% da frota brasileira, mas anima montadoras e fabricantes de tintas a ousarem um pouco mais. A General Motors prepara para a linha 2012 duas novidades em tons vermelho, um sólido e outro metálico. ?De três anos para cá começamos a ver mudanças na preferência dos consumidores por carros mais coloridos?, afirma Cristina Belatto, gerente de Color & Trim da montadora.

“Os brasileiros romperam a barreira do preconceito e estão se abrindo mais para cores diferentes”, constata Fabrício Biondo, gerente de planejamento de marketing da Volkswagen. Com a melhora na renda principalmente da classe C ? a que mais compra carro novo atualmente -, Biondo diz que os consumidores passaram a analisar melhor as opções de cores oferecidas pelas empresas. “As pessoas começaram a se dar ao luxo de escolher um produto da cor que gostam, que gera maior satisfação, sem se preocupar tanto com o valor de revenda.”

Considerada característica única do mercado brasileiro, de acordo com as fabricantes, veículos coloridos se desvalorizam mais na hora da revenda. O gerente de vendas de seminovos da concessionária Itororó, Cleber Bocchi, afirma que, à exceção dos populares, modelos de cores berrantes perdem dinheiro na revenda. “Brasileiro gosta de prata e preto e as cores que saem disso têm maior encalhe”.

Segundo Bocchi, o tempo para venda também é maior. Ele cita o caso de um utilitário-esportivo Mitsubishi TR4 vinho metálico que ficou na loja cinco meses. “Uma versão em prata que recebemos foi vendida em 20 dias”, compara. O vice-presidente da GM, José Carlos Pinheiro Neto, diz que um automóvel vermelho perde no mínimo 5% na revenda em relação a um similar neutro. Ainda assim, a montadora não deixará de investir nas tonalidades mais fortes.

Revitalizar pintura do carro parte de R$200

Categorias: Manutenção, Pintura, TODAS AS NOTÍCIAS

Polir e cristalizar a pintura de um veículo são soluções indicadas para revitalizar a aparência e remover riscos superficiais da carroceria do automóvel.  Suas diferenças estão no preço do serviço e na durabilidade do brilho.

O coordenador-técnico do Centro de Estudos Automotivos (Cesvi), Rodrigo Dias, explica que o polimento consiste na remoção de uma fina camada de tinta ou verniz para eliminar imperfeições da pintura.
 
“Já a cristalização, ou espelhamento, é uma fase posterior a essa, e inclui a aplicação de cera cristalizadora para prolongar a vida útil do serviço e aumentar a reflexão de imagem e brilho do veículo. Ele ensina como distinguir os serviços.”
 
“Ao jogar água em uma pintura polida algumas gotas ficarão suspensas na lataria.  No caso da cristalização, o líquido escorrerá por completo. Mais barato, o polimento mantém o visual brilhante por menos tempo.  Um carro cristalizado fica com brilho por até seis meses”, afirma o dono da Master Clean (5093-4353), na zona sul, Carlos Ferreira. “O polimento dura em média dois meses.”
 
Em seu centro automotivo, o preço da cristalização varia de R$ 300 a R$ 350.  Na Prime Box (5585-2872), na zona sul, o polimento custa R$ 200, ou R$ 100 a menos que a cristalização. Na Esteticar (5594-7766), também na zona sul, os preços vão de R$ 300 a R$ 500 para polir.  Já o valor do serviço de cristalização vai de R$ 350 a R$ 600.
 
De acordo com Ferreira, o embelezamento de um veículo, seja por meio de polimento ou cristalização, exige um dia inteiro de trabalho. “É preciso cuidado e paciência para não deixar manchas na pintura, os chamados hologramas. Vale lembrar também que, após a realização do serviço, as lavagens só devem ser feitas com detergente neutro para não remover os produtos aplicados”, adverte o especialista.
 
Espelhamento e cristalização: não há diferença - O coordenador-técnico do Cesvi, Rodrigo Dias, recomenda evitar as oficinas que oferecem cristalização e espelhamento da pintura como se fossem serviços distintos.
 
“É uma prática para enganar o cliente, pois são a mesma coisa. O ideal, segundo ele, é buscar referências sobre a empresa antes de escolher. Preços abaixo de R$ 200 também indicam serviço de baixa qualidade”, explica.

LEIA MAIS:

 

Problemas na estrutura do carro custam caro

Categorias: Cuide de seu carro, Dimension Customs, Pintura, TODAS AS NOTÍCIAS
Problemas estruturais na carroceria são os mais difíceis e mais caros de resolver

Problemas estruturais na carroceria são os mais difíceis e mais caros de resolver

A coluna Dimension Customs de hoje vai ser pilotada pelo Luizão, o Marreta de Prata, um dos funileiros da oficina mais famosa do Brasil. Como estamos aqui para lhe dar dicas que podem lhe ajudar a comprar e vender um veículos, vamos falar de uma rápida manutenção para facilitar a negociação.

Valeu e até a semana que vem! Juliano Barbosa

Galera, o Juliano achou legal eu contar a vocês o quanto são prejudiciais algumas coisas que fazermos sem perceber. Uma delas é o hábito de motoristas apressados que teimam em encostar seus carros com a parte dianteira em cima da calçada e a parte traseira na rua.
O carro fica muito inclinado quando estacionado desta maneira e, se o motorista abrir bruscamente uma das portas, poderá desalinhar toda a estrutura. O reparo exige o trabalho de um bom funileiro.

Outra dica é em relação ao capô, uma das peças mais danificadas nos carros. Certifique-se de travá-lo depois de abrir o motor, pois se ele abrir em movimento, os danos são grandes. Imagine essa peça de metal batendo contra o para-brisa? Prejuízo na certa!

Como a pressa é sempre inimiga da perfeição, sabe aquela hora em que precisa sair correndo do carro, descarregar compras ou coisa assim? Se você acionar as travas do alarme com o porta-malas aberto e na sequência fechá-lo, tenha certeza de que após algumas dessas batidas sua fechadura não funcionará mais e o seu funileiro terá mais um serviço a fazer.

Então pense bem e tome muito cuidado com seu carro, afinal problemas com a estrutura são sempre os mais complicados para arrumar e normalmente os que deixam as falhas mais à vista.

Até a próxima!

Luiz Souza, conhecido como Luizão Marreta de Prata, é especialista em funilaria

Veja os cuidados com a pintura do carro

Categorias: Cuide de seu carro, Pintura, TODAS AS NOTÍCIAS
(Fotos: André Lessa/ AE)

(Fotos: André Lessa/ AE)

Reparar a pintura danificada por riscos e pequenas batidas, que não saem apenas com polimento, parte de R$ 150 nas oficinas da capital, segundo apurou a reportagem. Porém, no caso de portas e porta-malas, por exemplo, é preciso recuperar a peça inteira.

?O serviço de repintura apenas de uma área é indicado para riscos de no máximo 20 cm?, explica Eduardo Fernandes, chefe de oficina do Centro de Experimentação Viária (Cesvi).

Mesmo para esses pequenos consertos, é preciso aplicar uma camada de primer, produto que corrige imperfeições na chapa e dá aderência para a próxima camada de tinta.

pintura-2

?Depois de pintar, deve-se lixar a peça inteira e aplicar uma demão de verniz. Isso garante o acerto de cor?, afirma Fernandes.

Já teto, capô, portas, porta-malas e para-choques precisam ser desmontados e toda a peça receber tinta. ?Eles sofrem com a ação do sol e algumas recebem diretamente o calor do motor. Por isso, em três meses aparece mancha no local reparado se o serviço não for bem feito?, diz Fernandes.

Ondulações e lascas na superfície são outras consequências de serviço malfeito ou de produto sem qualidade. ?Um verniz ruim pode fazer com que a superfície se descasque?, diz Roliem Barrios, proprietário da New Force Car (2294-6384), na zona leste

Para conseguir a cor exata da pintura original, oficinas trabalham com máquinas que misturam tons de tinta. ?Os carros trazem, em etiquetas fixadas na lataria, o código da tinta?, diz Sérgio Moreira, da Performance Martelinho de Ouro (2238-6638), na zona norte. ?Mas nem sempre elas batem. Por isso, a tonalidade é testada em chapas de metal.?

pintura-3

PREÇOS - Na Performance Martelinho de Ouro, repintar porta, para-choque ou porta-malas tem preço a partir de R$ 300. O serviço no capô custa R$ 400 e R$ 600 no teto. Retoques saem por R$ 150.

Na New Force Car, a pintura de cada peça parte de R$ 250. As portas têm acréscimo de R$ 90 e a funilaria, de R$ 150.

Na Alvarenga Lavagem e Pintura (3813-8016), na zona oeste, a pintura de um capô custa R$ 350 e a de um para-lama, R$ 150.

DICAS:
Encerar carro a cada 15 dias: Cera, em spray ou pastosa, protege pintura de fuligem e piche

Polir veículo comprado usado: Depois disso, deve-se encerar o modelo periodicamente

Não passar querosene: Produto ataca borrachas e maçanetas de plástico

Evitar lavagem com cera: A que costuma ser usada em lava-rápido não protege pintura

 

LEIA MAIS: 

Pinturas especiais transformam carangas

Carroceria conservada

Pinturas especiais transformam carangas

Categorias: Dimension Customs, Pintura, TODAS AS NOTÍCIAS

Fala Galera!

Aqui na Dimension Customs trabalhamos muito com tintas especiais, pois são utilizadas para dar um toque diferenciado nas carangas. Entre os aficionados, é um recurso importante para personalizar veículos, pois tem muita força visual.

Entre as tintas mais utilizadas estão a camaleão, cromada, candy, flake e marmorizada. Mais adiante vou descrever cada uma. Elas variam em custo, tipo de pigmento, tempo de trabalho, técnicas de aplicação e materiais empregados, como alumínio em pó. O visual e acabamento variam muito, por isso resolvi explicar a diferença entre as tintas personalizadas.

Tanque de combustível com pintura candy. Acabamento deixa a superfície com aspecto caramelizado

Tanque de combustível com pintura candy. Acabamento deixa a superfície com aspecto caramelizado

Nos vídeos, assista como é feita a aplicação dos materiais e descubra quais tipos de pintura mais combinam com seu estilo. Você poderá até mesmo reconhecer essas tintas especiais em carros, assim poderá comprar com mais consciência.

Muitas das pessoas que nos procuram passaram por outros lugares com pouca experiência, que acabaram detonando seus carros. Ou vêm com dúvidas de como comprar um veículo que tenha sofrido transformações na pintura.

Saiba um pouquinho mais de cada tinta especial:

Camaleão: faz referência ao animal, pois essa tinta muda de cor conforme o ambiente em que o veículo está. A variação de tonalidade também ocorre de acordo com a direção da luz solar. Dependendo do ângulo de visão em que você admira o carro, a cor da superfície pode variar numa grande quantidade de tonalidades.

Cromada: é a mais futurista das tintas. Deixa a superfície com o aspecto muito semelhante ao acabamento cromado. Pode ser aplicada no carro todo e até nas rodas. Outra vantagem é que é mais barata e mais ecológica que o processo de cromação.

Candy: a mais doce das tintas recebeu este nome, pois deixa a lataria parecendo um doce caramelizado. Trata-se de um verniz translúcido muito parecido com uma groselha. Ela proporciona um efeito de profundidade quando pintada sobre outra tinta.

Flake: é um glitter especialmente produzido para ser aplicado em carro. Deixa pontos que brilham, refletindo a luz que incide sobre o veículo.

Marmorizada: como o nome já diz, essa tinta tem como característica a semelhança com a pedra mármore, conhecida por todos nós. É muito mais bonita ao vivo do que por fotos.

Se sua intenção for aplicar uma dessas tintas em seu carro, você tem duas opções: a primeira e mais recomendada é procurar um profissional especializado para realizar o trabalho. A segunda opção, se você é profissional da área, é seguir o passo a passo de como aplicar cada uma das tintas.

Acabamento flake (esq.) deixa pontos reluzentes. Camaleão (dir.) muda de cor conforme incidência e intensidade de luz

Acabamento flake (esq.) deixa pontos reluzentes. Camaleão (dir.) muda de cor conforme incidência e intensidade de luz

Não se aventure com gente pouco qualificada. Os profissionais da Dimension passam por intensos treinamentos para aprimorar técnicas de pintura, estudar a química das tintas e a melhor forma de conseguir o máximo de qualidade em cada acabamento que o cliente quer.

Além disso, trabalhar com esses materiais também requer atenção quanto ao descarte de usados e solventes. É fundamental que o profissional se preocupe com o ambiente. Essa responsabilidade também é sua. Procure oficinas responsáveis. Lembre-se: o barato pode sair caro.

Valeu e até a próxima!

Juliano Barbosa é especialista em customização automotiva e um dos líderes da Dimension Customs.




Copyright © 2014 ZAP.
Todos os direitos reservados. v2.0