home do ZAP Carros | Carros Usados, Novos e Seminovos

Novo Kia Cerato ganha motor flex e parte de R$ 67.400

Categorias: Kia, LANÇAMENTOS, TESTES E AVALIAÇÕES, TODAS AS NOTÍCIAS
All New Cerato é oferecido com câmbio manual e automático, ambos de seis velocidades (Foto: Divulgação)

All New Cerato é oferecido com câmbio manual e automático, ambos de seis velocidades (Foto: Divulgação)

Ao mesmo tempo em que mostra algumas mudanças no visual do Sorento, a Kia apresenta o novo Cerato. A terceira geração do sedã já havia sido exibida no Salão do Automóvel de São Paulo de 2012, mas é nesta semana que o carro começa a ser vendido, agora com motor flex.

Sedã ficou mais longo e largo. Sua nova medida de entre-eixo oferece mais espaço aos passageiros

Sedã ficou mais longo e largo. Sua nova medida de entre-eixo oferece mais espaço aos passageiros

No ano passado, a montadora sul-coreana vendeu 7.704 unidades do sedã no Brasil, número que garantiu ao Cerato a posição de segundo carro mais vendido da marca no País, só perdendo para o Sportage. Agora a fabricante traz o modelo em uma nova versão, chamada All New Cerato. A opção equipada com câmbio manual sai por R$ 67.400, mas deve representar apenas 15% das vendas do sedã, de acordo com a marca. A aposta da Kia é na configuração com transmissão automática, que custa R$ 71.900.

O modelo foi desenvolvido sob a mesma plataforma do Hyundai Elantra. O sedã é equipado com motor Gamma 1.6 flex e oferece 128 cv a 6.000 rpm, quando abastecido com etanol. O torque de 16,5 kgfm aparece aos 5.000 giros, quando o mesmo tipo de combustível é utilizado.

Modelo tem sensor de estacionamento traseiro e dianteiro

Modelo tem sensor de estacionamento traseiro e dianteiro

Com o novo motor, o Cerato melhora na eficiência no consumo de combustível. Dados divulgados pela marca revelam que a versão de câmbio automático faz 9,5 km/l na cidade e 12,4 km/l na estrada, caso o sedã seja abastecido com gasolina.

Não foi só o trem de força que recebeu reforço para enfrentar a versão intermediária de modelos de peso como o Honda Civic, Toyota Corolla, Chevrolet Cruze, Hyundai Elantra e Volkswagen Jetta. As dimensões do sedã aumentaram e agora ele está maior em comprimento (4,56 metros) e largura (1,78 m), em relação à sua segunda geração. A altura (1,46 m) permanece a mesma, mas a distância entre os eixos ficou 5 centímetros maior, agora com 2,70 m, o que confere mais espaço aos ocupantes.

Os freios do sedã são a disco nas quatro rodas, com ABS, e a direção passou a ser elétrica - no modelo anterior, a direção era hidráulica. O Cerato oferece, de série, travas, vidros e retrovisores elétricos, além de air bags, computador de bordo, controle de velocidade, pedaleiras com detalhes cromados, rodas de liga leve, desembaçador do vidro traseiro e sistema de som, entre outros equipamentos. O ar-condicionado é automático e tem saídas de ar para os passageiros que sentam no assento traseiro.

Kia Sorento - O utilitário esportivo sul-coreano ganhou uma reestilização para a linha 2013/14. A principal mudança no visual é o farol neblina, que ganhou posição vertical.

Kia Sorento reestilizado chega às concessionárias em maio

Kia Sorento reestilizado chega às concessionárias em maio

No trem de força, nada mudou. O utilitário ainda pode trazer sob o capô propulsor Lambda II, V6 3.5 de 278 cv, ou o Theta II 2.4 DOHC, de 174 cv, ambos a gasolina. O Sorento é equipado com transmissão automática de seis velocidades e pode ser 4×2 ou 4×4.

A Kia ainda não revela qual será o preço do Sorento, mas o modelo já deve ser apresentado ao público na segunda quinzena de maio. Para este ano, a fabricante prepara diversas novidades. Em junho, a promessa da marca é trazer novidades no visual do Cadenza. Em agosto é a vez do Cerato ganhar uma versão hatch, com motor 2.0 a gasolina e em setembro deve ser o mês em que a nova Carens é apresentada. O Optima chegará reestilizado em outubro e o Cerato cupê fica para novembro, de acordo com José Luiz Gandini, presidente da montadora no Brasil.

O executivo da Kia confirma que haverá fábrica no Brasil. “Já é uma certeza, mas ainda não sabemos quando e onde será. A minha intenção é de que ela seja no estado de São Paulo, por conta de questões de logística”, afirma Gandini.

SUV tem rodas de liga leve de 18"

SUV tem rodas de liga leve de 18"

IMPRESSÕES AO DIRIGIR - O ZAP Carros avaliou o Cerato por cerca de 90 km e teve a oportunidade de testar os três  modos de condução que o volante oferece: esporte, conforto e normal. Para alterar a configuração, é preciso conduzir o veículo em linha reta. O primeiro modo deve ser utilizado quando o motorista quer ousar mais na velocidade, portanto a direção é mais firme e oferece mais confiança. A segunda é mais leve, perfeita para a cidade. O estilo denominado normal é o intermediário entre elas.

Volante tem regulagem de altura e profundidade, além de oferecer comandos de computador de bordo, sistema de som e controle do modo de direção (normal, conforto ou esporte)

Volante do Cerato tem regulagem de altura e profundidade, além de oferecer comandos de computador de bordo, sistema de som e controle do modo de direção (normal, conforto ou esporte)

A versão testada por nossa reportagem foi a automática, que traz borboletas atrás do volante para trocas manuais de marcha (paddle shift). O câmbio impressiona pelas trocas silenciosas e sem tranco algum. As alterações são feitas de maneira quase imperceptível. O isolamento acústico é outro fator que chama a atenção; o nível de ruído é muito baixo.

A estrutura de fixação da suspensão na carroceria foi otimizada, de acordo com informações da Kia. Ao conduzir, o motorista a sente realmente bem ajustada. Ao passar por trechos de desnível, o carro demonstra firmeza e não balança demais. O sedã absorve o impacto sem punir os passageiros.

O espaço interno é um dos pontos altos do sedã. Os 5 centímetros a mais na distância de entre eixos, em relação ao antecessor, se traduzem em muito conforto na cabine. O porta-malas aumentou e agora tem 421 litros, mas ainda assim é menor do que o Corolla, Civic, Jetta e Cruze.

Porta-malas ganhou capacidade para 6 litros a mais, mas ainda assim é menor do que o dos rivais Corolla, Civic, Jetta e Cruze

Porta-malas ganhou capacidade para 6 litros a mais, mas ainda assim é menor do que o dos rivais Corolla, Civic, Jetta e Cruze

O painel é muito bem posicionado. Ele é levemente voltado para o motorista, o que favorece a atenção do condutor à pista. O sedã oferece ótima visibilidade e também boa ergonomia, já que a pessoa que dirige consegue alcançar todos os botões necessários sem desviar o foco da estrada.

O motorista pode ajustar o banco para frente e para cima, encontrando facilmente uma boa posição para dirigir. No entanto, por este preço, o assento poderia ter recebido controle de regulagem automático. Por custar este valor, o esperado também seria que o banco fosse revestido em couro. Apesar da ausência desses itens, o acabamento recebeu muita atenção nos detalhes. O material utilizado é de toque agradável e a unidade avaliada não apresentou rebarbas.

* Viagem feita à convite da Kia

LEIA MAIS:

Saiba quais são os lançamentos para 2011

Categorias: LANÇAMENTOS, TODAS AS NOTÍCIAS
O ano de 2010 foi o melhor da história da indústria automotiva brasileira. Para manter o ritmo acelerado, em 2011 haverá pelo menos 45 lançamentos, entre modelos inéditos, novas gerações e versões de modelos já vendidos.

Estão confirmadas a configuração T-Jet do Fiat Bravo e a opção com câmbio automático da Volkswagen Amarok. Também estão a caminho o hatch compacto Nissan March e a Ferrari 599 GTO.

Fiat Bravo T-Jet

Fiat Bravo T-Jet

VW Amarok terá opção de câmbio automático

VW Amarok terá opção de câmbio automático

Um dos primeiros a chegar é o Renault Fluence. O substituto do Mégane, cuja pré-venda teve início em dezembro, desembarcará nas concessionárias no início de fevereiro. Outro que já pode ser comprado mas ainda não chegou às autorizadas é o Audi A1, previsto para março. No mesmo mês virá da Argentina o Peugeot 408, sucessor do 307 Sedan, e a nova geração do sedã mexicano VW Jetta.
Audi A1 (Foto: Ulisses Cavalcante)

Audi A1 (Foto: Ulisses Cavalcante)

Quem tem data exata para chegar é a chinesa JAC. No dia 18 de março as autorizadas abrem com quatro modelos: um hatch (J3), dois sedãs (J3 Turin e J5) e uma minivan (J6).

Jac 6

Jac 6

Antes do fim do primeiro semestre ocorrerá uma enxurrada de novidades. Outra marca chinesa que inicia suas operações no País é a Haima, que promete importar quatro produtos. A nova geração do VW Passat e o chinês Chery QQ estão confirmados para a mesma época. Haverá, ainda, a estreia da Plutus, picape Effa a diesel.

VW Passat

VW Passat

Chery QQ

Chery QQ (Foto: O Globo)

Isso sem falar no Renault Duster, nos Dodge Durango (utilitário-esportivo grande) e Challenger e na versão hatch do Ford Fiesta de nova geração, que, como o sedã, é mexicano. A Kia estará agitada com a versão hatch do Cerato e os sedãs grandes Cadenza e Optima.

Renault Duster vai concorrer com Ford Ecosport

Renault Duster vai concorrer com Ford Ecosport

Cerato Hatch

Cerato Hatch

O maior estrela da Fiat será o novo Palio, mas a marca também promete, para o segundo semestre, a versão duas-portas do Uno.

Direto dos EUA
No fim do ano virão algumas novidades que estão no Salão de Detroit (Clique aqui e veja os principais destaques). Uma delas é a nova geração do BMW Série 6 conversível. A Chrysler trará os reestilizados 300C e picape Ram. Já a Honda prepara a nova geração do Civic, exibido como carro-conceito na mostra norte-americana.

Chrysler 300

Chrysler 300

Protótipo do Honda Civic, apresentado em Detroit, será nova geração do modelo

Protótipo do Honda Civic, apresentado em Detroit, será nova geração do modelo

LEIA MAIS:

Veja os principais destaques do Salão Internacional de Detroit

Kia Cerato 2010 tem preço justo pelo que oferece

Categorias: Kia, LANÇAMENTOS, TESTES E AVALIAÇÕES, TODAS AS NOTÍCIAS
Modelo é importado da Coreia do Sul. A expectativa é vender 3 mil unidades até o fim do ano (Fotos: Divulgação)

Modelo é importado da Coreia do Sul. A expectativa é vender 3 mil unidades até o fim do ano (Fotos: Divulgação)

Em menos de um mês, a Kia Motors faz seu segundo lançamento este ano. Depois do Soul, chega ao mercado o novo Cerato. O sedã 1.6, a gasolina, de 126 cv deve conquistar os consumidores pelo seu bom desempenho, espaço e, principalmente, pelo preço. O modelo parte de R$ 49.900 e é honesto por tudo que oferece.

CONFIGURAÇÕES - São três versões de acabamento, todas chamadas de EX. A de entrada, oferecida apenas com câmbio manual, traz de série air bag duplo, computador de bordo, ar-condicionado, trava e vidros elétricos, rodas de liga leve de 15?, ajuste de altura do banco do motorista e controle do som no volante. A intermediária (R$ 52.900), que também é mecânica, acrescenta freios ABS com distribuição eletrônica de frenagem (EBD), faróis de neblina e detalhes do acabamento interno em couro. A topo de linha (R$ 57.900) traz todos os equipamentos, além da transmissão automática de quatro marchas com opção de trocas sequencias.

IMPRESSÕES: Durante o teste drive, realizado de Mogi das Cruzes (SP) a Riviera de São Lourenço (Bertioga), o sedã mostrou bom desempenho. O ZAP avaliou a versão intermediária, que dever responder por 40% das vendas. Aos 100 km/h, o motor trabalha a 3.000 rpm. Nessa faixa, o ruído do propulsor não incomoda na cabine, porém, aos 120 km/h, os giros sobem para quase 4.000 rotações e o barulho começa a ser notado dentro do carro.

A aceleração de 0 a 100 km/h é feita em 12 segundos, de acordo com a Kia. O consumo na cidade é de 12,9 km/l (dado divulgado pelo Inmetro).

Visto de longe, o carro lembra o Honda Civic

Visto de longe, o carro lembra o Honda Civic

A transmissão, a mesma utilizada no Soul, tem engates fáceis e precisos. No entanto, a relação da quinta marcha é muita curta, dando a impressão que o carro pede a sexta. A suspensão do Cerato é bem acertada e garante boa estabilidade em curvas.

MEDIDAS - O modelo surpreende pelas dimensões. Ganhou mais espaço que a antiga geração e que alguns de seus concorrentes. O sedã agora mede 4,53 metros de comprimento, 1,77 m de largura, 1,46 m de altura e 2,65 m de entre-eixos.

As medidas garantem conforto aos ocupantes do carro. O Cerato leva cinco pessoas sem aperto. O bagageiro também é generoso. São 415 litros, porém há alças na tampa do porta-malas que roubam um pouco de espaço.

Novo Cerato ganhou mais espaço que a geração antiga

Novo Cerato ganhou mais espaço que a geração antiga

O acabamento também é caprichado, seguindo o padrão do Soul. Não há rebarbas e os materiais são de boa qualidade. O desenho do console e do painel tem harmonia com o restante da cabine. Os comandos estão bem posicionados e são de fácil acesso. Apesar do volante não contar com ajuste de profundidade, a posição de dirigir agrada.

A novidade da Kia, vista de longe, lembra o Honda Civic. O design da carroceria é bem parecido com o do concorrente. Ante a versão antiga, o novo sedã melhorou o visual, agora está mais jovial.

RIVAIS ? A montadora traz uma extensa lista de concorrentes. Entre eles: Toyota Corolla, Honda Civic, Ford Focus, Peugeot 307 Sedan, Nissan Sentra, Honda City, Fiat Linea e VW Polo Sedan. No entanto, por terem mais características em comum, os últimos três devem ser os principais adversários.

Um dos pontos negativos do Cerato é não ser bicombustível. Mas a Kia afirma que o modelo flex deve chegar até a metade de 2010. Outro aspecto ruim, é que a fábrica não oferece opcionais, como bancos de couro e sensor de estacionamento.

Os comandos são de fácil acesso

Os comandos são de fácil acesso

MERCADO - A empresa já está em processo de homologação para trazer o motor 2.0 para o Cerato e o Soul. ?Ainda não sabemos se virá, depende se o mercado exigir?, diz o diretor de Vendas da marca, Ary Jorge Cosendey Ribeiro.

O executivo também diz que para o próximo ano a montadora pode lançar, no Brasil, o Venga e o Koup.

 

Leia mais:

City: qualquer semelhança com Fit e Civic é mera coincidência

Nissan Sentra 2010 agora é Flex

Flexíveis Kia chegam ao País a partir de julho de 2010

Procurando um sedã? Veja os anúncios do ZAP

Kia Cerato chegará por R$ 49.900

Categorias: LANÇAMENTOS, TODAS AS NOTÍCIAS
(Foto: Divulgação)

Cerato começa a ser vendido no próximo dia 22 (Foto: Divulgação)

Depois do Soul, a Kia lança este mês o sedã Cerato. O carro sul-coreano chegará às concessionárias no próximo dia 22. A novidade, que será equipada com motor 1.6 a gasolina de 126 cv, custará R$ 49.900, a versão de entrada, e R$ 57,9 mil,  a automática.

Todas as configurações trazem de série: air bags, som, ar-condicionado, conjunto-elétrico e direção assistida.

Leia mais:

Nissan Sentra 2010 agora é Flex

City: qualquer semelhança com Fit e Civic é mera coincidência

Veja quais são os carros que chegam no mercado até o fim do ano

Categorias: LANÇAMENTOS, TODAS AS NOTÍCIAS

Para um ano que começou em meio a uma grande crise mundial, 2009 está sendo movimentado em termos de lançamentos de veículos. No primeiro semestre chegaram ao País modelos inéditos como Renault Symbol, Hyundai i30, Citroën C4 Picasso e Smart Fortwo, por exemplo. E vem muito mais por aí. Até dezembro, serão cerca de 45 lançamentos, entre estreias, versões especiais e reestilizações.

Nesta edição especial, o JC listou as principais novidades de 27 marcas, organizadas em ordem alfabética, que estarão nas lojas nos próximos meses. Além de ficar atualizado sobre o mercado, se você pretende comprar um carro novo esta é uma ótima ferramenta. Afinal, investir em um modelo que está prestes a mudar em geral pode se transformar num mau negócio.

Além de caras novas, há até um segmento inédito, inaugurado pela Fiat Strada com cabine dupla, a primeira picape compacta do mundo a vir de fábrica com esse tipo de carroceria. Outra surpresa são os superesportivos. Ferrari California, Lamborghini Gallardo e Spyker SWB são alguns dos diversos modelos desse cardápio.

Há marcas que não aparecem neste especial, como Suzuki e Mitsubishi. Ambas ainda estão decidindo quais novidades vão apresentar ao mercado nos próximos meses.

AUDI -A Audi reserva quatro novidades para este ano. A primeira a chegar é o sedã A6. Levemente reestilizado, o principal atrativo fica por conta do novo motor V6 3.0 de 290 cv, que substitui o 3.2 de 259 cv. Outra boa notícia é que o modelo passa a trazer de série o sistema quattro de tração integral.

Em outubro será a vez o S3, versão mais nervosa do A3, com tração quattro em vez de só na dianteira. Ele traz o mesmo motor 2.0 TFSI, mas com pressão extra no turbo para render 265 cv (65 cv a mais que o normal). No mês seguinte desembarca outro esportivo: o TTS.

S3 (Foto: Divulgação)

S3 (Foto: Divulgação)

Dos Audi previstos para este ano há ainda uma versão do A8 que comemora os 100 anos da marca e o RS6, que esconde sob o capô um poderoso motor V10 de 5 litros que produz 579 cv.

BMW - Serão cinco novidades. O 118i, versão de entrada do Série 1, começa a chegar às lojas nos próximos dias e será o modelo mais acessível da marca no Brasil. Como o governo ainda não anunciou oficialmente se a redução do IPI continuará valendo depois de 30 de junho, a BMW não divulgou a tabela do modelo. Mesmo assim, fontes ligadas à marca garantem que o 118i custará menos de R$ 100 mil. O motor 2.0 rende 143 cv, ante 170 cv da versão 120i, e só haverá oferta de câmbio automático de seis marchas.

Ainda na Série 1, vem aí o 135 Coupé, que é equipado com motor 3.0 biturbo de 306 cv e tem preço sugerido de R$ 226 mil. Outro que já foi anunciado é a nova geração do roadster Z4. Este será oferecido em duas versões: 23i, por R$ 217 mil, e 35i, por R$ 307 mil.

Mas o destaque da fabricante alemã fica por conta das versões M de X5 e X6. Apesar de não chegarem juntas, uma delas será importada ainda este ano. Ambas são equipadas com o propulsor 4.4 V8 biturbo, a gasolina, de 563 cv.

Essa versão é a X6M preparada pela divisão Motorsports (Foto: Divulgação)

Essa versão é a X6M preparada pela divisão Motorsports (Foto: Divulgação)

CHERY - Como todas as fabricantes chinesas que decidiram vender carros no Brasil, a Chery está cheia de promessas. Além de quatro lançamentos para este ano e um veículo com motor flexível para 2010, a marca informa que deve instalar uma fábrica no País.

O primeiro modelo a vir será o Tiggo, que chega ainda em julho e deve custar R$ 49 mil. Os outros três virão juntos, em setembro. O QQ3 partirá de cerca de R$ 24 mil e o Face, de R$ 30 mil. A linha A3 (que é chamada assim na China, mas terá outro nome no Brasil) será oferecida nas versões hatch e sedã e deverá partir de R$ 44 mil.

A3, inicialmente motor 1.6, a gasolina de 119 cv (Foto: Divulgação)

A3, inicialmente motor 1.6, a gasolina de 119 cv (Foto: Divulgação)

CHEVROLET - Incluída na Nova GM, empresa que surgirá após o processo de concordata nos EUA, a unidade brasileira prepara a chegada do chamado projeto Viva. Este será um dos principais lançamentos do ano para a fabricante. O modelo será produzido na Argentina e estreará com a versão hatch, mirando o Fox, da Volkswagen. Em seguida, virão um utilitário-esportivo e depois uma picape pequena. Uma quarta versão, provavelmente um sedã, também está prevista.

O carro, batizado de Agile pela GM, foi flagrado pelo blog Argentina Auto Blog (Foto: Argentina Auto Blog)

O carro, batizado de Agile pela GM, foi flagrado pelo blog Argentina Auto Blog

CITROËN - As principais novidades da Citroën no Brasil estão reservadas para o ano que vem. A matriz adiou todos os lançamentos programados para 2009. Virá a versão minivan do C3, chamada C3 Picasso. Com o porte do Fiat Idea, por exemplo, será feita no País e deverá ter versão com visual de fora-de-estrada para brigar com o Ford EcoSport. Haverá uma versão menos equipada da C4 Picasso, importada da França. Para este ano estão previstas séries especiais da Xsara Picasso e do C3.

C3 Picasso (Foto: Divulgação)

C3 Picasso (Foto: Divulgação)

C3 Picasso: Antes prevista para este ano, a minivan do C3 foi adiada para 2010. Deverá ter opção com estilo aventureiro para brigar com o Ford EcoSport. O modelo estreia o novo visual da linha e tem outros atributos das minivans Citroën, como a grande área envidraçada e o bom espaço interno.

DODGE - Apesar da concordata da Chrysler nos EUA e da recente venda de 20% da companhia para a Fiat, que assumiu o controle sobre a norte-americana, a diretoria no Brasil garante que as operações permanecem inalteradas.

Isso inclui a chegada do Dodge Trazo, sedã mostrado pela Chrysler durante o Salão do Automóvel, em outubro do ano passado. O modelo é fabricado pela Nissan no México. Trata-se, na verdade, da versão sedã do Tiida (chamado Versa no exterior) que terá apenas o emblema da marca norte-americana.

É a principal novidade do grupo Chrysler (que inclui a Jeep) para o País, mas analistas afirmam que o projeto poderia ser dificultado pela própria Fiat.

Dodge Trazo: Modelo será o primeiro Dodge flexível à venda no Brasil. Seu motor será o mesmo quatro-cilindros de 1,8 litro capaz de rodar com gasolina ou álcool que estreou este ano no Nissan Tiida vendido aqui. Com o mesmo entre-eixos do hatch (2,6 metros) o Trazo tem porta-malas com 400 litros de capacidade (111 litros a mais).

Dodge Trazo (Foto: Divulgação)

Dodge Trazo (Foto: Divulgação)

EFFA - A versão reestilizada do compacto M100, exibido no Salão do Automóvel do ano passado, é a novidade da chinesa Effa. O preço do modelo permanece atraente: a partir de R$ 23.980.

Já as versões hatch e sedã do Lifan, também exibidas no salão, haviam sido prometidas para o primeiro semestre - o hatch estava até com preço definido em cerca de R$ 35 mil. Mas, segundo informações da diretoria da empresa, houve atraso porque a ideia é lançar o Lifan já com motor flexível. Os modelos terão opções 1.3 e 1.6.

Effa M100:  Demorou, mas a versão reestilizada do compacto chinês, exibido no Salão de São Paulo de 2008, começa agora a ser vendida no País. O modelo traz ar-condicionado, conjunto elétrico e faróis com duplos refletores. Já o médio Lifan, que tem versões hatch e sedã, ainda vai demorar.

Effa M100 (Foto: Zap)

Effa M100 (Foto: Zap)

FERRARI - É só um carro, mas não precisa de outro. Chega ao Brasil ainda este ano a Ferrari California, primeiro modelo na história da marca italiana a trazer motor central-dianteiro. Por falar em propulsor, o desta macchina é o 4.3 V8 com injeção direta de combustível, de 466 cv.

Segundo a fabricante, o esportivo pode acelerar da imobilidade a 100 km/h em meros 4 segundos e a velocidade máxima é de 310 km/h. Os freios têm discos de carbono-cerâmica nas quatro rodas.

Califorina: sem preço definido, este verdadeiro carro de sonhos conta com teto rígido e tem capacidade para apenas duas pessoas. Seu preço sugerido no Reino Unido é de 143 mil libras, pouco menos de R$ 500 mil. Mas não espere esse valor por aqui. No Brasil, a F 430, modelo mais em conta da marca, tem preço sugerido de R$ 1,38 milhão.

California (Foto: Divulgação)

California (Foto: Divulgação)

FIAT - A Strada Cabine Dupla vem com cabine maior e banco traseiro de dois lugares, o utilitário chega às lojas no início do mês que vem por cerca de R$ 47 mil. O entre-eixos de 2,75 metros é o mesmo da versão cabine estendida, assim como o motor 1.8 flexível, de até 114 cv. Em princípio, apenas a versão Adventure, topo da linha, terá a cabine dupla.

(Foto: divulgação)

(Foto: divulgação)

Depois de Smart e Mini, a Fiat também colocará no mercado um subcompacto. Trata-se do 500 (Cinquecento, em italiano), que está previsto para outubro. Inicialmente apenas a versão Sport está na rota brasileira. Com motor 1.4 a gasolina, terá cerca de 100 cv e preço próximo de R$ 70 mil.

Outras novidades que a fabricante tem na manga são as versões Dualogic de modelos como Palio Adventure Locker e Idea Adventure Locker. O Palio 1.8 também integra esta lista, mas deverá ser lançado num segundo momento.

FORD - As principais novidades da Ford para este ano são a Ranger reestilizada - houve apenas alterações visuais, sem mudanças mecânicas - e dos motores 1.6 e 2.0 flexíveis para a linha Focus (hatch e sedã). Lançado no ano passado para o utilitário-esportivo EcoSport, o propulsor 2.0 capaz de rodar com gasolina e/ou álcool rende até 145 cv com etanol. Já o 1.6 deve demorar um pouco mais a chegar (entre o final deste ano e o início de 2010) e aposentará o Focus com carroceria antiga.

Ford Focus Bicombustível: Apesar de bonito e recheado de equipamentos, o novo Focus não emplacou no mercado. Uma das explicações está no motor, apenas a gasolina. Versões flexíveis poderão melhorar a figura do médio argentino.

Focus (Foto: André Lessa/ Agência Estado)

Focus receberá motor 2.0 flex até o fim do ano (Foto: André Lessa/ Agência Estado)

HONDA - Chega ao mercado até o começo de setembro o terceiro Honda nacional. Fabricado em Sumaré, no interior, o City é a versão sedã do Fit. Feito sobre a base do monovolume, terá o mesmo conjunto mecânico. O motor é o 1.5 flexível de até 116 cv e haverá air bag duplo e rodas de liga leve.Entre seus rivais está o VW Polo (R$ 43.310), por exemplo. Segundo fontes, o novo Honda partirá de R$ 59.900. Com câmbio automático, custará R$ 64 mil.

City: O novo sedã feito sobre a base do Fit tem jeitão de Civic e 2,55 metros de entre-eixos (ao todo, são 4,39 m de comprimento). Seu porta-malas tem mais de 500 litros.

(Foto: Divulgação)

(Foto: Divulgação)

HYUNDAI - Além da versão com câmbio manual e outros pacotes de equipamentos para o i30, a Hyundai traz até o final do ano a configuração perua da linha, a i30 CW. Outra novidade da marca sul-coreana é a chegada do Tucson nacional, que pode passar, enfim, a ser flexível.

A última cartada da Hyundai neste ano é a importação em maior escala do Equus, que por enquanto é vendido sob encomenda. Para 2010 são esperados o SantaFe reestilizado e um crossover baseado no conceito iX35.

i30 CW : Com o mesmo apelo visual do irmão menor, a variante familiar, batizada de Cross-Wagon pela Hyundai, chega entre setembro e outubro com o mesmo propulsor 2.0 de 145 cv e câmbio automático de quatro velocidades.

(Foto: Divulgação)

(Foto: Divulgação)

JAGUAR - Pertencente agora ao grupo indiano Tata (assim como a Land Rover), a também inglesa Jaguar está disposta a voltar aos anos de glória, com carros que misturam luxo e esportividade como poucos. E esse é o espírito dos próximos lançamentos da marca.

Até o final do ano, estará à venda o XKR, que ganhou novo motor V8 5.0 de 510 cv. Esse mesmo engenho também equipa o XFR, que é a versão invocada do sedã intermediário. Esse carro só deverá vir para o Brasil no começo do ano que vem.

A nova geração do XJ, topo de linha da marca, será apresentada na Europa em breve, mas não tem data para chegar.

XKR: A versão brava do cupê esportivo está mais nervosa do que nunca. O motor 4.2 V8 de 420 cv saiu de cena e deixou espaço para um novo propulsor 5.0 com 510 cv e torque de 63,7 mkgf. Segundo a Jaguar, o XKR acelera de 0 a 96 km/h em 4,6 segundos. Por fora, o carro recebeu mudanças leves na dianteira e LEDs nas lanternas traseiras.

XKR (Foto: Divulgação)

XKR (Foto: Divulgação)

KIA - Sul-coreana que vende carros há mais tempo no Brasil, a Kia promove três lançamentos neste semestre. O Soul, hatch que estava prometido para estrear em março, finalmente sai do forno na primeira quinzena de julho e custará cerca de R$ 52 mil.

Em agosto, a marca coloca no mercado a nova geração do Cerato, exposta no último Salão de São Paulo. Apesar de ter visual renovado, o sedã mantém o motor 1.6 a gasolina da geração anterior. Outra aposta da fabricante para agosto é a chegada da configuração topo de linha do Mohave, que será equipada com motor V8 a gasolina de 340 cv.

Para 2010 estão na rota do Brasil o novo Sorento e o Opirus reestilizado.

Cerato (Foto: divulgação)

Cerato (Foto: divulgação)

Cerato: Num segmento em que a Kia patina no volume de vendas - foram 1.268 unidades ao longo de 2008 - a novidade chega com a missão de ganhar terreno para a sul-coreana. Seu trunfo ficará na relação custo-benefício, uma vez que seu preço deve se manter em torno de R$ 50 mil, mas ele terá mais equipamentos de série.

LAMBORGHINI- A tradicional marca italiana de superesportivos, criada em 1963 por Ferruccio Lamborghini, estreia oficialmente este ano no País. Os modelos serão importados pelo mesmo representante da Ferrari - aliás, a loja ficará na Av. Europa, zona oeste da capital, onde antes era localizada a autorizada da importadora do cavalinho rampante.

O primeiro Lamborghini a chegar, previsto para o final de setembro, será o Gallardo, modelo de entrada da marca, com motor V10 5.2 de 560 cv.

Também poderá vir o Murciélago, mais poderoso (com propulsor V12 de 6,5 litros e 640 cv). Os preços ainda não foram definidos. Mas pode-se esperar por valores próximos aos das Ferrari, na casa do R$ 1,5 milhão.

Desde 1998 a Lamborghini pertence ao Grupo Volkswagen e está sob a estrutura da Audi.

Gallardo (Foto: Divulgação)

Gallardo (Foto: Divulgação)

Gallardo: A ideia de Ferruccio Lamborghini ao criar sua própria fábrica de carros era fazer esportivos capazes de enfrentar as Ferrari. Atualmente há dois modelos em produção. O Gallardo atinge 325 km/h de velocidade máxima e vai de 0 a 100 km/h em 3,7 segundos.

LAND ROVER - As únicas novidades confirmadas para este ano são as séries limitadas Fire e Ice, do jipe Defender, em outubro.Haverá apenas mudanças visuais. Em ambas, capô, grade, para-lamas e teto são pintados de preto, mas o resto da carroceria é laranja metálica (tom próximo ao cobre) no Fire e branco no Ice.

Há retoques também no conjunto ótico dianteiro e traseiro, que ganhou LEDs. O interior está mais refinamento. Como apenas 850 unidades serão produzidas, pouquíssimos exemplares chegarão no Brasil, um dos 16 países escolhidos para a comercialização dessas versões.

A linha 2010 do Discovery e dos Range Rover pode chegar até dezembro ou ficar para o início do ano que vem.

Range Rover Sport (Foto: Divulgação)

Range Rover Sport (Foto: Divulgação)

Range Rover Sport: Para a linha 2010, que pode desembarcar no País ainda neste ano, houve uma reestilização suave e a entrada de dois novos motores, um diesel V6 3.0 de 245 cv e um gasolina V8 5.0. Ambos também estão no rebatizado Discovery 4 (hoje o modelo leva o ?3? no nome). Já o topo de linha Range Rover Vogue também ganhou o novo V8, de 510 cv.

MAHINDRA - Sem produtos inéditos guardados para este ano, a Mahindra lançará uma versão mais despojada de seu modelo de entrada, a Pick-Up cabine simples.

O objetivo da marca indiana é tentar fazer com que a novidade tenha preço cerca de 20% inferior ao do modelo atual, tabelado em R$ 71.864. Para isso, luxos como ar-condicionado e conjunto elétrico seguirão pelo caminho das índias.

As linhas 2010 da Pick-Up cabine dupla e do SUV ganharão leve reestilização na grade frontal e passarão a contar com mais equipamentos de série. O que não mudará é o propulsor.

Em todos os modelos Mahindra vendidos no Brasil, o motor é o 2.6 turbodiesel de 110 cv. A tração é nas quatro rodas.

Mahindra-Xylo (Foto: Divulgação)

Mahindra-Xylo (Foto: Divulgação)

Xylo: Minivan global da Mahindra, a Xylo seguirá a receita de seus irmãos: terá motor a diesel e tração 4×4. Com capacidade para oito pessoas, a novidade estava prevista para o final deste ano, mas, segundo fontes, seu lançamento foi adiado para 2010. Seu preço deverá ser de cerca de R$ 65 mil.

MERCEDES-BENZ - A grande aposta da fabricante para 2009 fica por conta da nova geração do Classe E, que chega esta semana às concessionárias. No mais, apenas detalhes quase imperceptíveis marcarão a transição para a linha 2010.

Classe E (Foto: Divulgação)

Classe E (Foto: Divulgação)

O Classe E será oferecido em três versões de acabamento e duas motorizações. A opção de entrada é o E 350 Avantgarde, com motor 3.5 V6 de 272 cv, cujo preço parte de R$ 269.900. O E 350 Executive tem o mesma propulsor e sua tabela começa em R$ 299.900.

No topo está o E 500 Avantgarde, com o 5.5 V8 de 388 cv tabelado a R$ 375 mil. A marca pretende trazer em outubro a versão esportiva da gama, o E 63 AMG, com o motor 6.2 V8 de 525 cv.

Classe E: Repleto de tecnologia, o renovado sedã de luxo vem para concorrer com modelos como Audi A6 e BMW Série 5. Totalmente redesenhada, a carroceria traz estilo futurista, que pode não agradar os mais puristas. Os faróis de linhas arredondadas deram lugar a elementos pontiagudos que contam com LEDs.

MINI - À venda desde o final de abril, o Mini inaugurou, ao lado da Smart, o segmento de minicarros de luxo no Brasil. Apesar do preço perto de R$ 100 mil, e de ter apenas duas concessionárias no País (uma em São Paulo e outra em Curitiba), a marca inglesa que pertence à BMW é um sucesso de vendas.

Para setembro está marcada a chegada do Mini S Cabrio, versão conversível do pequeno inglês, que será tabelada em R$ 134.900. O lote inicial terá 20 unidades, das quais metade já foi reservada. A segunda leva será de mais 20 carros, mas, de acordo com a BMW, pode aumentar conforme a demanda.

Cooper S Cabrio: Versão conversível do minicarro com estilo retrô, a Cooper S Cabrio ficará posicionada acima da configuração Clubman, tabelada em R$ 129.900. O conjunto mecânico é o mesmo do Cooper S com teto rígido: seu propulsor de 1, 6 litro, 16 válvulas, turbo, a gasolina, gera 175 cv .

Mini Cabrio (Foto: Divulgação)

Mini Cabrio (Foto: Divulgação)

NISSAN: Ao contrário da Renault, a Nissan não concentrará seu foco apenas num produto. Depois de tornar o Tiida flexível e lançar o Livina, a próxima tacada da marca é colocar no mercado a Grand Livina, minivan feita no Paraná com capacidade para sete pessoas.

O modelo começa a chegar às lojas nas próximas semanas e será oferecido apenas com motor 1.8 flexível. Sua tabela de preço partirá de R$ 54.890, na versão básica com câmbio manual, e pode chegar a R$ 65.390, no caso da opção SL com transmissão automática.

Outro que vem por aí é o Sentra flexível. O propulsor de 2 litros do sedã fabricado no México passa pelos últimos ajustes para tornar-se apto a rodar também com álcool. Atualmente movido apenas a gasolina, entrega 142 cv. Quando isso ocorrer, o câmbio CVT deixará de ser oferecido no sedã mexicano.

Grand Livina: o alvo da Nissan é certo, a Chevrolet Zafira. Com capacidade para sete pessoas e motor flexível de até 126 cv, o Grand Livina promete incomodar o reinado da minivan Chevrolet, que atrai clientes pelo simples fato de ter a terceira fileira de bancos. O modelo Nissan terá a vantagem do preço: R$ 54.890. Mais de R$ 7 mil abaixo do da rival.

Grand Livina (Foto: Divulgação)

Grand Livina (Foto: Divulgação)

PORSCHE - O Panamera promete dividir os holofotes com a Ferrari California entre os principais lançamentos no Brasil neste ano. O primeiro cupê de quatro portas da fábrica alemã é também um dos que mais tem equipamentos. Tanto é que seu preço sugerido no Brasil deve ficar acima dos R$ 600 mil.

Mas a Porsche pode trazer ainda em 2009 o 911 Turbo. De acordo com fontes ligadas à marca, a previsão é que o modelo desembarque por aqui em dezembro, mas dependendo da demanda na Europa e na China, onde o modelo foi apresentado, sua chegada pode ocorrer no início de 2010.

Panamera (Foto: Divulgação)

Panamera (Foto: Divulgação)

Panamera: Na mira de modelos como Maserati Quattroporte, o cupê da Porsche terá três versões: 4, 4S e Turbo. O motor é sempre o V8 4.8, a gasolina, que nas versões 4 e 4S terá 400 cv e, na configuração topo de linha, 500 cv.

SPYKER -Além de Smart e Mini, que passaram a vir oficialmente este ano, outra marca estreia no Brasil em 2009. Trazida pela Platinuss, a holandesa Spyker chegará em agosto com dois esportivos: C8 Laviolette LWB (chassi longo) e C8 Spyder SWB (curto).

Em 2010 será a vez do C8 Aileron - lançamento mais recente da marca - desembarcar. A importadora ainda não divulgou os preços das novidades.

C8 Spyder SWB: Feito quase que artesanalmente, esportivo tem motor Audi V8 4.2, a gasolina, de 405 cv.

Spyker-C8-Spyder (foto: Divulgação)

Spyker-C8-Spyder (foto: Divulgação)

SSANGYONG: Diferentemente de Kia e Hyundai, a SSangYong não promete grandes novidades. Para este ano, além do recém-chegado Actyon 2.3 a gasolina, a marca sul-coreana lançará em julho a versão a diesel do utilitário-esportivo Kyron, que custará cerca de R$ 95 mil.

Para 2010, a SSangYong pretende trazer um jipe compacto baseado no protótipo C200 com motores 2.0 diesel e 1.8 a gasolina. A ideia é fazer frente a modelos como Honda CR-V e Toyota RAV 4.

Kyron 2.0 diesel: A nova configuração do utilitário-esportivo, que ainda é raro de se ver nas ruas, será oferecida inicialmente apenas com câmbio automático de cinco marchas. Seu preço de R$ 95 mil é R$ 34.900 inferior ao da configuração com motor 2.7. Potência e lista de equipamentos são menores. O propulsor 2.0 tem 141 cv e o 2.7, 165cv.

Kyron (Foto: Divulgação)

Kyron (Foto: Divulgação)

SUBARU - A Caoa, importadora da marca japonesa no País, começará a trazer a nova geração do sedã Legacy entre o fim de novembro e o começo de dezembro. O carro foi lançado no Salão de Nova York (EUA), em abril. Na mesma época chegará a perua Outback, derivada do três-volumes. No Legacy, os motores - boxer, tradição da Subaru - serão apenas de quatro cilindros. Já a Outback terá o mesmo 3.6 de seis cilindros contrapostos do utilitário-esportivo Tribeca, com 260 cv. No início de 2010 virá a versão de 269 cv do Impreza WRX.

Legacy: O maior sedã da Subaru chegará em nova geração. Por aqui, o motor 3.0 de seis cilindros e 248 cv dará lugar a duas versões do 2.5 boxer de quatro: um aspirado com 172 cv e um turbo de 269 cv - este para a configuração GT. O primeiro virá com o novo câmbio CVT e o outro, com caixa manual de seis marchas.

TOYOTA- As grandes estreias da Toyota estão programadas para o ano que vem, quando o Corolla ganhará motor 2.0 flexível de cerca de 150 cv e a picape Hilux também poderá rodar com álcool e/ou gasolina. Mas o destaque deve ficar com o modelo compacto que será feito na nova fábrica de Sorocaba (SP). Até o final do ano, as novidades da Toyota ficam por conta da linha 2010 do Camry e de uma nova versão para o Corolla, que ficará posicionada entre as atuais configurações XLi e Xei.

Camry 2010: O sedã traz como novidades a grade e o para-choque dianteiro redesenhados, além de adotar, entre outros itens, botão de partida no lugar da chave. O modelo sai por R$ 154.700, o mesmo preço da linha 2009.

camry (Foto: Divulgação)

Camry (Foto: Divulgação)

VOLKS - A reestilização do Fox e a nova geração da Saveiro são as estrelas que a Volks separou para este semestre. Com visual renovado e lista de equipamentos de série mais recheada, o novo Fox começa a ser produzido em setembro e deve chegar às lojas no final do mesmo mês ou início de outubro. Terá os mesmos motores VHT da linha atual: 1.0 (76 cv) e 1.6 (103 cv). Em seguida virá a Saveiro baseada no novo Gol, que inicialmente terá apenas propulsor 1.6.

Amarok: A primeira picape média da Volks chega no ano que vem. Feita na Argentina, será apresentada oficialmente no Salão de Frankfurt (Alemanha), em outubro.

Amarok (Foto: Divulgação)

Amarok (Foto: Divulgação)

VOLVO - A novidade que a Volvo reserva para este ano é a oferta de câmbio automático na versão de entrada do hatch C30, equipada com motor 2.0 a gasolina com potência de 145 cv. O preço sugerido para a versão com câmbio automático, que já está chegando às lojas, é de R$ 90.950. A opção manual parte de R$ 86.650.

Para a linha 2010, todos os modelos da marca sueca receberão nova grade, que trará a logomarca maior - parecida com a do crossover XC60.

C30 (Foto: Divulgação)

C30 (Foto: Divulgação)

C30 Automático:  Feitos na Bélgica, o hatch e o crossover XC60 são duas das razões para a Volvo ter obtido os melhores resultados em seus 18 anos aqui. As vendas superaram as do México como maior mercado da marca na América Latina.




Copyright © 2014 ZAP.
Todos os direitos reservados. v2.0