home do ZAP Carros | Carros Usados, Novos e Seminovos

Ford New Fiesta brasileiro tem opção de câmbio automático de dupla embreagem

Categorias: TODAS AS NOTÍCIAS
New Fiesta é fabricado em São Bernardo do Campo (SP) e deve chegar às lojas em abril (Fotos: Divulgação)

New Fiesta é fabricado em São Bernardo do Campo (SP) e deve chegar às lojas em maio (Fotos: Divulgação)

O novo Ford New Fiesta, que troca a nacionalidade (de mexicano para brasileiro), entra na fila de estratégia da marca (como Nova Ranger, Novo Fusion e Novo EcoSport) para transformar todos os produtos em modelos globais até 2015. O novo hatch deu um leve tapa no visual e ganhou mais itens de série, mas no quesito motorização há uma novidade importante - o câmbio automático de dupla embreagem de seis velocidades (mesmo que equipa o irmão SUV) acoplado ao motor Sigma, por um valor atraente, em relação ao restante do mercado.

O hatch tem seis opções de cores para carroceria

O hatch tem seis opções de cores para carroceria e três anos de garantia

São duas opções de acabamento (S e SE) para o motor 1.5 de 111 cv e (SE e Titanium) para o propulsor Sigma 1.6 de 130 cv. O primeiro só é oferecido com câmbio manual de cinco velocidades; já o mais potente está disponível com transmissão mecânica ou automática.

De acordo com a Ford, o trem de força 1.6 recebeu melhorias e está 7% mais potente e 5% mais eficiente. São 15 cv a mais, em relação ao modelo mexicano, além de mudanças no duplo comando de válvulas, introdução do sistema Easy Start (que elimina o tanquinho auxiliar e dá agilidade na partida) e ajustes para redução de combustível, como no compressor do ar-condicionado.

O motor 1.6 flex recebeu nota A no programa do Inmetro. Segundo a marca, o hatch chega a fazer até 13,9 km/l na estrada e 11,4 km/l

O motor 1.6 flex recebeu nota A no programa do Inmetro. Segundo a marca, o hatch chega a fazer até 13,9 km/l na estrada e 11,4 km/l

A versão de entrada parte de R$ 38.990 e vem bem equipada de série com dois air bags, freios ABS com EBD (controle eletrônico de frenagem), ar-condicionado, direção elétrica, travas e vidros elétricos (dianteiros), rodas de 15 polegadas e sistema My Conection (geração 3).

Para-choque dianteiro está mais incorporado à frente do carro

Para-choque dianteiro está mais incorporado à frente do carro

A topo de linha (só com motor 1.6) de R$ 54.990 acrescenta câmbio Powershift, faróis de neblina, acabamento diferenciado nos bancos, controles de tração e de estabilidade, acendimento automático dos faróis, assistente de partida em rampa, sete air bags, rodas de 16 polegadas, banco e volante revestidos em couro, piloto automático, sensores de estacionamento e de chuva e sistema My Key, que permite configurar a velocidade máxima, o volume do som, por exemplo, para que o manobrista não abuse com veículo.

Não houve mudança nas dimensões do New Fiesta

Não houve mudança nas dimensões do New Fiesta

A principal mudança na carroceria é a grande frontal trapezoidal, que segue a identidade de outros modelos da montadora americana. Na traseira chama atenção o aerofólio maior e novas lanternas. Na cabine, as alterações também são sutis, como a nova iluminação do painel de instrumentos (um tom de azul mais claro - nomeado de Ice Blue).

Motor do New Fiesta é produzido em Taubaté (SP)

Motor do New Fiesta é produzido em Taubaté (SP)

O sedã do New Fiesta, por ora, continua com passaporte mexicano. Ele deve ser reformulado como o hatch, mas ainda não há data. A previsão é para junho. O Fiesta Rocam, de acordo com a Ford, continua disponível para venda. Seus principais rivais são Hyundai HB20 e Chevrolet Onix, que ocupam na tabela da Fenabrave (Federação Nacional de Distribuição de Veículos Automotores), a 4ª e 9ª posição, respectivamente.

IMPRESSÕES AO DIRIGIR - Rodamos com a versão 1.5 SE (R$ 42.490) por cerca de 70 km, em trecho urbano, e o propulsor mostrou sua vontade de acelerar em ultrapassagens e retomadas. O torque desta configuração é de 14,9 kgfm aos 4.250 rpm (quando abastecido com etanol), de acordo com a Ford, e ele não se intimidou quando o hatch foi submetido aos 100 km/h. A força do modelo com motor 1.6 é de 16 kgfm aos 5.000 rpm, quando utilizado álcool para abastecer.

Porta-malas tem capacidade de 281 litros

Porta-malas tem capacidade de 281 litros

Apesar de o trecho percorrido não ter oferecido muitos desafios na via, a suspensão se mostrou bem ajustada para a cidade. Em curvas, o hatch também reagiu muito bem e não apresentou rolagem na carroceria. A direção elétrica oferece ao motorista respostas rápidas e é bastante eficiente na hora de auxiliar o condutor a fazer uma manobra. As trocas de marcha são fáceis, devido ao engate preciso do câmbio manual que esta versão oferece.

Além do ótimo desempenho, o New Fiesta brasileiro é um modelo que agrada pelo visual. Assim como as linhas externas esbanjam capricho, a Ford cuidou para que o acabamento interno recebesse a mesma atenção. O material utilizado no revestimento é de boa qualidade e não deixa a desejar em relação aos concorrentes do segmento. A unidade avaliada não apresentou rebarbas nem tampouco peças mal encaixadas.

Modelo oferece, desde a versão de entrada, travas, espelhos e vidros dianteiros elétricos, ar-condicionado, freios ABS com EBD, alarme e direção elétrica

Modelo oferece, desde a versão de entrada, travas, espelhos e vidros dianteiros elétricos, ar-condicionado, freios ABS com EBD, alarme e direção elétrica

Apesar de oferecer ótima ergonomia, visibilidade e também proporcionar ao motorista facilidade para encontrar uma boa posição para dirigir, o New Fiesta não é assim tão primoroso em espaço interno para quem senta no banco de trás. Os passageiros podem se sentir um pouco “espremidos”, caso o assento da frente seja ocupado por alguém alto que posicione o banco para suas pernas ficarem acomodadas.

* Viagem feita a convite da marca

8 comentários sobre “Ford New Fiesta brasileiro tem opção de câmbio automático de dupla embreagem”
  • Lauro disse:    ( 01.04.2014 às 9:56 )

    Sou proprietario de um New Fiesta 1.5 SE , o carro e muito bom . Mas o pedal de embreagem e um pouco duro, chegando a incomodar em longos trechos de transito . Recomendo comprar o altomatico. ? o que pretendo fazer mais adiante.


  • JORGE MAR DE OLIVEIRA CARDOSO disse:    ( 20.05.2013 às 13:14 )

    O NOVO FIESTA VEIO PARA ARRAZAR NO MERCADO BRASILEIRO COM TODA FORSA,O CARRO, POPULAR NO MESMO TEMPO DE LUCHO,POR TER OS ACESSORIO QUER OS OUTRO N?O TEM, COM CAMBIO AUTOMATICO, PILOTO AUTOMATICO, E OUTROS ACESSORIOS QUE NEM PRECISA SER CITADO, PARABENS A FORD PELO NOVO LAN?AMENTO DO CARRO POPULA QUE VAI FAZER SUCESSO, PRABENS FORD QUE VENHA MAS NOVIDADES PELA AI, JORGE MAR CARDOSO.


  • anselmo disse:    ( 15.05.2013 às 22:16 )

    ?timo carro! Vou comprar um!


  • Marcelo disse:    ( 25.04.2013 às 20:53 )

    At? que enfim, um compacto com excelente motoriza??o e c?mbio autom?tico decente. A FORD vai arrembentar.


  • Bosco Nunes disse:    ( 24.04.2013 às 16:24 )

    O valor com c?mbio autom?tico (R$54.990), ao meu ver, n?o ? nada atrativo (apesar do pacote de benef?cios extra). Com R$4.00 a mais (R$59.000) compra-se um Honda City autom?tico e se quiser automatizado, temos o Bravo por R$58.000 ou o Punto por $49.000; esses pre?os foram de pesquisas feitas por mim aqui em Fortaleza. Ainda estou em d?vida sobre qual carro comprar, percebi que esperar o lan?amento do New Fiesta foi perca de tempo.

    P.s.: Concorrer com HB20 e com o Onix? Acredito que temos alguma confus?o nessa informa??o.


  • carlos disse:    ( 24.04.2013 às 12:57 )

    POR ESTE PRE?O ABSURDO, PARA O ?NDIO BRASILERO APROVEITAR DA TECNOLOGIA DE CAMBIO AUTOM?TICO EM USO NOS EUA E EUROPA DESDE A 2? GUERRA MUNDIAL, ?PREFER?VEL COMPRAR UM HONDA OU OUTRO JAPON?S COM QUALIDADE E ESPA?O INTERNO MUITO SUPERIOR.


  • ivan tavares disse:    ( 24.04.2013 às 12:07 )

    Carro com bom conjunto,pretendendo elevar o nivel de concorr?ncia desta faixa de mercado.Pena que no Brasil
    a grande incidencia de impostos nos ve?culo,eleva em
    muito o pre?o final do produto(carro).Fato que afasta
    muitos compradores de carros novos.
    No mais,precisamos de op??es de qualidades.Ficando na
    expectativa das redu??es dos pre?os abusivos. Pois a
    carga tribut?ria sobrecarrega o consumidor,que n?o v?
    o retorno dessas tributa??es exageradas em nenhuma ?rea
    de atua??o ou de implemento p?blico.


  • Gerson disse:    ( 24.04.2013 às 10:01 )

    O interior preto ? muito ruim. N?o entendo porque as f?bricas teimam com essa cor, que suja muito, torna o interior do carro menos agrad?vel e com aspecto visualmente menor.
    Os ve?culos com interior cinza, bege ou marrom, s?o muito mais agrad?veis.


Deixe um comentário



Copyright © 2014 ZAP.
Todos os direitos reservados. v2.0