home do ZAP home de Empregos

Processo de seleção na Magazine Luiza é mais concorrido que vestibular

Categorias: CANAL RH
Luiza Helena Trajano, superintendente da Magazine Luiza

Foram 120 mil currículos enviados pela Internet para disputar 2 mil vagas de emprego nas 50 lojas da rede Magazine Luiza. Foi assim, com 60 candidatos por vaga, que a empresa encontrou o time ideal para dar início à operação das unidades na capital paulista. Para se ter uma idéia da concorrência, o curso mais concorrido, em São Paulo, na Fuvest, é o de jornalismo, com 41,6 candidatos por vaga. Mas por que a Magazine atrai tanta gente? A história da empresa explica um pouco desse poder.

Foi a partir de uma modesta loja de eletrodomésticos na cidade de Franca, no interior paulista, que o Magazine Luiza se tornou uma das maiores redes varejistas do Brasil. O trajeto de sucesso foi percorrido ao longo de 51 anos. E um marco importante nessa história foi a recente abertura de 50 lojas de uma só vez na Grande São Paulo. A atual presidente da companhia, Luiza Helena Trajano, sobrinha dos fundadores, conta que este sempre foi um sonho da tia Ana Luiza Trajano Donato.

Nesta entrevista exclusiva concedida ao Canal RH no dia 12 de setembro, data da inauguração das lojas em São Paulo, Luiza Helena conta sua trajetória profissional e sobre alguns valores que conspiram a favor do sucesso da companhia.

CanalRh ? Hoje em dia, a Magazine Luiza é uma cadeia com mais de 500 lojas e 13 mil funcionários, e tanto a senhora quanto seu filho trabalham na direção da empresa. A estrutura familiar se mantém?
Luiza Trajano - Não, de jeito nenhum. Em 1991 transformamos a empresa, abandonando a administração familiar e partindo para a profissional. Assumi a direção porque conhecia a companhia melhor do que ninguém e já tinha provado que tenho tino comercial. Mas eu sou cobrada como uma executiva normal pelo conselho diretivo. O mesmo vale para o meu filho.

CanalRh ? O Magazine Luiz já tem 51 anos e nunca atuou em São Paulo. Por que, de uma hora para outra, abrir 50 lojas simultaneamente?
Luiza ? Desde criança eu sempre ouvi minha tia dizer: ?Nós vamos entrar em São Paulo com 50 lojas de uma vez?. Mais do que um sonho que estou realizando, a entrada com 50 lojas é fruto de uma oportunidade e de uma estratégia. A oportunidade foi a de adquirir de uma só vez 27 pontos-de-venda de uma rede varejista que estava saindo do mercado (Lojas Columbus). A estratégia é conseguir atender toda a demanda da cidade, que é a maior da América Latina. Cada bairro tem seu centro comercial, suas características peculiares. É impossível atuar nesta cidade com poucas lojas.

CanalRh ? Foram dois mil funcionários contratados de uma só vez para o que a empresa vem chamando de ?Operação São Paulo?. Do ponto de vista dos recursos humanos, como este projeto se tornou realidade?
Luiza ? Foi uma verdadeira operação de guerra. Recebemos cerca de 120 mil currículos, todos através do nosso site, o que prova que a inclusão digital no Brasil é uma realidade. Contratamos quatro consultorias para auxiliar na seleção, que foi feita em quatro meses. Os selecionados tiveram seus nomes publicados em jornais de grande circulação e isso foi a primeira ação motivacional que receberam. E foi merecida, afinal a concorrência foi maior do que nos principais vestibulares do País.

CanalRh ? E como foi o treinamento de todo esse pessoal?
Luiza - Foi dividido em duas etapas, uma teórica e outra prática. A primeira foi em Franca, onde os colaboradores passaram uma semana se conhecendo, assistindo a palestras e aprendendo sobre os valores e políticas da empresa. Depois disso, eles foram enviados a lojas espalhadas pelo país, onde passaram mais duas semanas trabalhando em lojas que identificamos, através de pesquisas e dados, como semelhantes a que cada um iria atuar em São Paulo. Existe, ainda, um pós-treinamento que se dá individualmente, com orientadores visitando as novas lojas e com uma carga horária de treinamento à distância, com material didático para estudar em casa. Para tornar tudo isso possível, contratamos mais quatro executivos de RH para atender a operação.

CanalRh ? Qual o segredo do sucesso do Magazine Luiza e que conselho a senhora pode dar para empresas que estão crescendo?
Luiza ? É preciso ser apaixonado pelo que faz, acreditar no negócio e saber mudar de ciclo na hora certa. Se um negócio está indo bem, não quer dizer que ele não precisa ser alterado. O Magazine Luiza estava indo muito bem no começo da década de 90, mas sentimos que era a hora de mudar de ciclo e profissionalizar a administração. No momento atual, a empresa era só sucesso, mas nem por isso deixamos de planejar esta grande operação de entrada em São Paulo.

Sobre o segredo da empresa, é saber juntar conhecimentos e inteligências diferentes. Ouvir o que cada um pode acrescentar e saber unir os conhecimentos. Dois bons profissionais são muito melhores do que um colaborador genial.  

CanalRh ? Como foi o início de sua história na empresa?
Luiza ? Comecei aos 12 anos, no período de férias escolares, para ter dinheiro para comprar presentes de Natal. Minha mãe me deu a idéia de trabalhar como vendedora e eu gostei logo de cara. A loja ainda era pequena, tinha sido comprada por minha tia de um outro comerciante, e se chamava ?A Cristaleira?.

CanalRh ? O que a atraiu inicialmente?
Luiza ? Lembro das pessoas comprando televisão em uma época em que o aparelho de TV era uma coisa rara. Eu gostava de ver a alegria das pessoas ao comprarem o eletrodoméstico, eu me colocava no lugar de quem estava comprando e me satisfazia com isso.  

CanalRh ? Como foi seu crescimento dentro da empresa?
Luiza ? Aos 18 anos, entrei na faculdade (administração) e comecei a trabalhar como funcionária profissional da loja. Esta foi minha verdadeira formação. Passei por todos os departamentos da loja: vendas, financeiro, administração, compras… 

Nenhum comentário sobre “Processo de seleção na Magazine Luiza é mais concorrido que vestibular”
Deixe um comentário



Copyright © 2014 ZAP.
Todos os direitos reservados. v2.0